Membranas aumentam a eficácia do processo de pintura por eletroforese
Edição Nº 91 - Março/Abril de 2018 - Ano XVI
Esta notícia já foi visualizada 4821 vezes.


Membranas aumentam a eficácia do processo de pintura por eletroforese



por Suzana Sakai

Menos retrabalho, mais qualidade no resultado final da pintura. As membranas de ultrafiltração são utilizadas em várias etapas do processo de pintura por eletroforese, com o objetivo de maximizar a recuperação de tinta, gerando ultrafiltrado para o enxágue, reduzindo custos de operação e garantindo a qualidade da tinta.
As primeiras membranas utilizadas no processo de eletroforese foram as membranas tubulares, instaladas quando a tinta ainda era aniônica, na década de 1970. Com o advento da tinta catiônica, à medida que a aplicação da membrana se tornou mais comum, além das membranas tubulares foram introduzidas as membranas de fibra oca, otimizando a economia do processo e reduzindo o tamanho do sistema de filtração na planta. “Finalmente, as membranas espirais foram desenvolvidas para esta aplicação, proporcionando um maior envelopamento, com maior densidade de área de membrana e melhor uso do espaço na planta. Esta área de filtração maior resultou em equipamentos menores e menor consumo de energia por permeado produzido” – conta Carlos Mauricio Rodrigues, gerente nacional da Koch Membrane Systems. 



Aplicação
Nos sistemas de eletroforese, as membranas de ultrafiltração aumentam a eficiência da pintura diminuindo o retrabalho e a quantidade de tinta no efluente final além de propiciar um melhor controle das características da tinta. “A utilização de membranas, dimensionadas adequadamente, produz permeado com qualidade e em quantidade suficiente propiciando um enxague das peças e/ou cabines eficiente, praticamente evitando a necessidade de retrabalho manual antes do acabamento, resultando assim em uma superfície com melhor qualidade final” – explica Rodrigues. 
As membranas podem ser utilizadas em diversas etapas do processo de pintura. A aplicação mais comum é ultrafiltração do banho de tinta. Neste processo, uma solução de tinta de aproximadamente 20% de sólidos totais passa através de um equipamento de ultrafiltração, reciclando a tinta e os pigmentos de volta ao banho de eletroforese, enquanto deixa a água, sais, solventes e outros contaminantes passar pelas membranas. “Este permeado da m ...


AVISO

Para acessar esta matéria na íntegra é necessário estar logado.Clique aqui para realizar o seu cadastro!
Já tem login? clique aqui

Publicidade