Evolução dos filtros tipo manga
Edição Nº 93 - Julho/Agosto de 2018 - Ano XVII
Esta notícia já foi visualizada 189 vezes.


Evolução dos filtros tipo manga




A emissão de poluentes particulados e poluentes gasosos acima dos limites definidos pela legislação ambiental podem ocasionar infrações, multas e até interdição do processo gerador de poluição, além de causar danos à saúde das pessoas dentro e fora do ambiente de trabalho. Diante desse cenário, a preservação do meio ambiente é também uma tarefa das indústrias. Uma das opções para controlar essa emissão de poluentes na atmosfera é o uso de filtros manga. 
Trata-se de equipamentos que permitem a passagem do ar, enquanto retém as partículas sólidas. Esse tipo de produto é utilizado para filtragem de particulados. Sua ação é capaz de proporcionar com eficiência a separação e coleta de pó em sistemas industriais, por meio da passagem de ar por suas mangas de feltro, capazes de captar partículas de poeira que permanecem retidas na superfície do filtro. 
As mangas podem ser fabricadas em diversos materiais filtrantes, os dois mais utilizados são os tecidos e os nãotecidos. Os de tecidos podem ser feitos à base de fios de plástico, de fibra de vidro ou de aço inox, já os nãotecidos podem ser feitos de fibras compactadas pelo processo de agulhamento nos mesmos materiais anteriores.
O processo de filtragem se dá pela introdução do ar contaminado no compartimento das mangas, por meio de um duto para dentro das mangas de filtragem. Lá o particulado fica retido nas mangas e depois são eliminados. O ar já isento das partículas é direcionado para os bocais da parte superior do filtro. Sua operação pode ser sob pressão positiva ou negativa, dependendo se o ventilador está antes ou após o filtro manga.
Uma das vantagens de se utilizar um filtro manga é que ele é adequado para processo com alta concentração de poluentes sólidos. Além disso, Vinicius Lima, responsável técnico da Beckins Filtros, destaca a alta eficiência de coleta para partículas muito finas, menor que 1 mícron, sistema de limpeza 100% automático, a coleta o material a seco (em forma reutilizável) em recipientes facilmente intercambiáveis (caçambas/tambores) e ainda permite a descarga automática do pó por meio de válvula rotativa.
Esse tipo de filtro é utilizado em diversos segmentos como de alumínio/ferro coque, carvão, fibras de grãos, petroquímica, borracha, área química, alimentícia, automobilística, mineração, entre outros. Silva destaca a aplicação por eq ...


AVISO

Para acessar esta matéria na íntegra é necessário estar logado.Clique aqui para realizar o seu cadastro!
Já tem login? clique aqui

Publicidade