Publicidade
MEIO FILTRANTE - Enel investirá US$ 900 milhões para melhorar rede de distribuição de São Paulo

Esta notícia já foi visualizada 415 vezes.

Enel investirá US$ 900 milhões para melhorar rede de distribuição de São Paulo

Data:7/6/2018

Recursos serão aplicados no período de 2019 a 2021, principalmente na automação e digitalização da rede elétrica


A Enel Brasil nem pagou pela compra da Eletropaulo mas já anunciou que pretende investir US$ 900 milhões para melhorar a qualidade do serviço de energia elétrica da cidade de São Paulo. Os recursos serão aplicados no período de 2019 a 2021, perfazendo uma média anual de US$ 300 milhões em investimentos, valor 33,9% superior se comparado com os investimentos anuais realizados pela Eletropaulo entre 2015 e 2017.

“A Eletropaulo nos últimos anos, na nossa opinião, não realizou todos os todos os investimentos necessários para manter o nível de qualidade do serviço e eficiência que deveria. Com a aquisição, temos um plano de investimento de US$ 900 milhões no período de 2019 a 2021 para melhorar a qualidade do serviço e melhorar a digitalização”, anunciou Carlo Zorzoli, diretor presidente da Enel Brasil, em coletiva de imprensa em São Paulo, nesta terça-feira, 6 de junho.

A italiana Enel recebeu resposta positiva para sua oferta de aquisição das ações da Eletropaulo, ao preço de R$ 45,22 por ação, resultando na compra de 122.799.289 ações, equivalentes a 73,4% do capital da concessionária paulista. A transação será liquidada na próxima quinta-feira, 7 de junho, onde a Enel terá que pagar R$ 5,55 bilhões, o equivalente a £1,26 bilhão à taxa de câmbio atual. Até o dia 4 de julho, outros acionistas podem optar por vender suas ações na Eletropaulo, o que pode aumentar o valor a ser desembolsado pela Enel. A empresa italiana também se comprometeu a aumentar o capital da Eletropaulo em R$ 1,5 bilhão.

“Estamos confortáveis porque oferecemos um preço justo, um preço que vai criar valor para Enel Américas, para os os acionistas, para Eletropaulo e também para os clientes da cidade de São Paulo”, disse o executivo.

A Enel pegou um empréstimo ponte de US$ 2,4 bilhões com três bancos, sendo um nacional e dois internacionais, pelo prazo de 9 a 18 meses. Porém, a empresa não deve carregar essa dívida, que deverá ser liquidada em poucos meses com aportes feito pela Enel Américas. A operação foi realizada apenas para dar agilidade ao processo de aquisição. O valor é suficiente para comprar 100% das ações da Eletropaulo ao preço ofertado de R$ 45,22.

O presidente do Conselho de Administração da Enel Brasil, Mário Santos, destacou que a Enel tem 65 milhões de clientes no mundo e com a aquisição da Eletropaulo passará para 72 milhões de clientes, confirmando a posição liderança global em distribuição. No Brasil, a Enel já contava com 10 milhões de clientes distribuídos pelos estados de Goiás, Ceará e Rio de Janeiro. Com a entrada no mercado de São Paulo, a empresa ampliou seu market share no setor de distribuição em 70%, passando a ter 17 milhões de clientes e assumindo a liderança do setor. “A aquisição da Eletropaulo significa que vamos ser não só o primeiro no Brasil, mas demonstramos também que temos confiança no país”, disse Santos. Enel passa a ter 20% do mercado de distribuição do Brasil.

Por meio de nota, o CEO da Enel, Francesco Starace, reforçou que a Eletropaulo fortalece a liderança da Enel no mercado de distribuição brasileiro, em linha com o plano estratégico da companhia de estar em grandes metrópoles do mundo. “Trazemos para São Paulo nossa expertise como uma das maiores operadoras globais em distribuição e certamente a que possui as mais avançadas redes em termos de digitalização, eficiência e resiliência. Essa expertise será aplicada em São Paulo, fortalecendo e digitalizando a rede, proporcionando benefícios aos clientes da Eletropaulo e gerando valor continuamente para os acionistas da Enel.”

A Eletropaulo é um ativo estratégico por operar na região mais populosa do país, com uma tendência crescente de urbanização e necessidades de consumo de energia. Com 7,1 milhões de clientes e 43 TWh de energia distribuída, a receita da Eletropaulo alcançou R$ 13,1 bilhões em 2017, ou aproximadamente £ 3 bilhões à taxa de câmbio atual. A Enel planeja investir um total de £ 1 bilhão em redes de distribuição no Brasil entre 2018 e 2020.


Fonte: Canal Energia /  www.energia.sp.gov.br

Comentários desta notícia

Publicidade