Publicidade
MEIO FILTRANTE - Empresas anunciam Aquisições, Fusões e Joint Venture bilionárias no setor aéreo e outros setores

Esta notícia já foi visualizada 785 vezes.

Empresas anunciam Aquisições, Fusões e Joint Venture bilionárias no setor aéreo e outros setores

Data:5/7/2018

Boeing e a Embraer anunciaram que assinaram um acordo de intenções para formar uma joint venture na área de aviação comercial da companhia brasileira, avaliada em US$ 4,75 bilhões. É nessa hora que entra a figura de profissionais de diversas áreas, pois estão munidos de toda a capacidade para avaliar as diferentes opções que a organização possui para expandir. Para Marcio Pereira CEO Latam da United HR, pode ser um momento de reestruturação

“Nessa hora que entram a figura dos profissionais de controladoria e de diversas áreas, pois estão munidos de toda a capacidade para avaliar as diferentes opções

Boeing e a Embraer anunciaram que assinaram um acordo de intenções para formar uma joint venture na área de aviação comercial da companhia brasileira, avaliada em US$ 4,75 bilhões.

A fabricante norte-americana de aeronaves deterá 80% do novo negócio e a Embraer, os 20% restantes. A transação depende do aval dos acionistas - entre os quais, no caso da Embraer está o governo brasileiro - e dos órgãos reguladores do mercado brasileiro e americano.

Joint venture é uma empresa criada a partir dos recursos de duas companhias que se unem e dividem seus resultados.

Muitas empresas têm potencial para crescer mais rápido do que crescem hoje, por falta de capital para financiar maior fabricação, campanhas de marketing, estoques, equipe comercial e outros.

As ferramentas de fusão e aquisição conectam investidores que querem investir seu dinheiro em negócios rentáveis e com potencial de crescimento, afirma Marcio Pereira CEO Latam da United HR, empresa que trabalha com a recolocação de executivos.

Em outubro do ano passado, a Airbus comprou metade do programa de aviões de médio alcance da Bombardier.

A Confederal, transportadora de valores, foi vendida para a multinacional Prosegur. Valor do negócio: US$150 milhões.

A Glencore Energy informou que assinou um acordo para adquirir 78% da Ale Combustíveis. Marcelo Alecrim, um dos fundadores da Ale, manterá 22% de fatia no negócio.

Walmart vende fatia majoritária no Brasil para empresa de private equity.

O Walmart informou que vendeu a participação de 80% nas operações no Brasil para a Advent Internacional, uma empresa de private equity, deixando para trás um negócio de fraco desempenho em seu terceiro maior acordo internacional desde abril. Não foram divulgados o valor da transação e outros detalhes do acordo. (LAFIS)

Accor Hotels compra 50% de rede de luxo por US$ 319 milhões. A Accor Hotels anunciou a compra de 50% do SBE Entertainment Group por US$ 125 milhões.

A rede francesa se comprometeu ainda a investir outros US$ 194 milhões na quitação de dívidas preferenciais detidas, em parte, pela Cain International, que corresponde a uma parte dos 50% que serão vendidos, com isso, deixará de deter uma participação na empresa.

O investimento total será de US$ 319 milhões. O atual proprietário do grupo estadunidense, Sam Nazarian, manterá os 50% restantes do SBE e seguirá no cargo de CEO em sua sede, na cidade de Nova York.

A empresa gerencia hoje 23 hotéis sob suas marcas de alto padrão, o que inclui SLS Hotels & Residences, Mondrian, Delano, The Redbury e Morgans Originals. Nove empreendimentos em construção estão previstos para serem abertos nos próximos anos, um deles ainda este ano, o Delano Dubai, que ficará na Ilha Palm Jumierah.

Quando uma empresa pensa em expansão, uma das coisas que precisa ser analisada é se os Investimentos operacionais contribuirão para o lucro, seja aumentando as receitas ou reduzindo custos e despesas.

Essa expansão pode ocorrer de diversas maneiras, como por exemplo, por meio de Fusões e Aquisições, Holdings e Joint Venture.

Cada estratégia tem seus prós e contras e afeta de maneira diferente na competitividade do negócio. Um dos primeiros passos para escolher a estratégia é entender o problema que a empresa precisa solucionar. Pode ser necessidade de crescimento, redução de custos para, em seguida, determinar o retorno que espera obter.

É nessa hora que entra a figura dos profissionais de controladoria e de diversas áreas, pois estão munidos de toda a capacidade para avaliar as diferentes opções que a organização possui para expandir. Para Marcio Pereira CEO Latam da United HR, pode ser um momento de reestruturar a equipe, há muita movimentação entre as empresas que passam por fusões, aquisições ou Joint Venture.


Website: http://unitedhr.co


Fonte: www.noticias.dino.com.br

Comentários desta notícia

Publicidade