Publicidade
MEIO FILTRANTE - Volvo vai instalar 250 pontos de recarga elétrica gratuita

Esta notícia já foi visualizada 146 vezes.

Volvo vai instalar 250 pontos de recarga elétrica gratuita

Data:2/10/2018

Carregadores serão instalados na rede Pão de Açúcar, shoppings Iguatemi e locais estratégicos (foto: Luis Prado)

Plugues com padrão europeu servem em automóveis de diferentes marcas 

MÁRIO CURCIO, AB
 
A Volvo vai instalar 250 pontos de recarga gratuita para carros elétricos e híbridos pelo Brasil. Esses carregadores estarão em todas as unidades dos shopping centers da rede Iguatemi, em supermercados Pão de Açúcar e também em hotéis e algumas redes de lojas de decoração e cabeleireiros.

“Pretendemos instalar metade desses carregadores até o fim do ano e o restante até abril do ano que vem”, afirma o presidente da Volvo Cars do Brasil, Luís Rezende.


O anúncio foi feito durante a apresentação do XC60 híbrido. Os plugues seguem o padrão utilizado na Europa e por isso permitem a recarga de automóveis de outras marcas, segundo a Volvo. “Com isso vamos triplicar em pouco tempo os pontos existentes no Brasil, que hoje são 120”, diz Rezende. A Volvo não revelou o valor investido, mas somente os carregadores Volvo (sem o custo da instalação) somam R$ 1,5 milhão. 

No caso dos modelos híbridos plug-in da Volvo o tempo de recarga total da bateria é de cerca de três horas. “O custo da energia necessária para cada carro é de apenas R$ 6 levando em conta a tarifa da cidade de São Paulo”, afirma o diretor comercial, João Oliveira. 

A empresa credenciada pela Volvo para instalar os carregadores é a portuguesa Efacec. Essa mesma companhia fará as instalações nas residências ou no local de trabalho dos clientes que adquirirem seus veículos híbridos plug-in como os novos XC60: “Vamos arcar com despesas até R$ 2 mil”, diz Rezende, referindo-se a tomadas de 220 volts com plugue e aterramento apropriado. A Volvo acredita que vai instalar 800 dessas tomadas em 2019, uma para cada híbrido plug-in que pretende entregar no ano que vem.



Fonte:  www.automotivebusiness.com.br

Comentários desta notícia

Publicidade