Publicidade
MEIO FILTRANTE - Processos de filtração no agronegócio

Esta notícia já foi visualizada 336 vezes.

Processos de filtração no agronegócio

Data:5/10/2018

Especialista no setor, Rogério Jardini explica em Fórum de Debates, promovido pela Abrafiltros, que agroindústria utiliza grande variedade de filtros em seus processos.

 

Em Fórum de Debates com o tema “Filtros industriais e suas aplicações: agronegócio”, realizado pela Abrafiltros – Associação Brasileira das Empresas de Filtros e seus Sistemas – Automotivos e Industriais, em Santo André/SP, Rogério Jardini, especialista no setor de filtração, afirmou que o setor agroindustrial começou a registrar crescimento expressivo a partir de 1970, com o coprocessamento de café, soja e cana de açúcar, principais produtos na época.

“Em 1999, somente a agropecuária respondia por 9% do PIB do Brasil. No entanto, enquadrando todas as atividades ligadas ao agronegócio, como a área comercial, financeira e serviços, esse percentual se elevava para aproximadamente 40% do PIB”, comentou Jardini. Ele complementou dizendo que “setor fundamental para a economia do País, o agrobusiness, junção de diversas atividades produtivas ligadas à agricultura e pecuária, está associado não só a produtos in natura, mas também a vários produtos derivados, que utilizam em seus processos elevada tecnologia e biotecnologia, bem como uma gama de filtros”.

 

Jardini citou ainda que a agroindústria transforma os produtos primários da agropecuária em subprodutos, como fazem os frigoríficos, laticínios, enlatados, entre outras indústrias que se utilizam de uma diversidade de filtros.

 

Durante sua apresentação, explicou que o processo de filtração está em muitos elementos que são retirados da agricultura e pecuária, seja no segmento de alimentos e bebidas, em fermentados, destilados, laticínios, frigoríficos, usinas de açúcar, entre outros, seja na indústria química, em fertilizantes, adubos, pesticidas, ou também na indústria farmacêutica, em cosméticos e produtos veterinários. “A quantidade de filtros utilizada em cosméticos e fármacos é enorme e estão não só no processo de fabricação dos produtos, mas também na filtração de gases do ambiente”, finalizou.

 

No fórum também foram apresentadas as novas membranas de Ultra Filtração, que introduzidas no mercado mundial, garantem alta produtividade de água potável e de processo com alta qualidade (remoção de partículas finas, bactérias e vírus) de forma contínua, requerendo baixas pressões (baixo consumo energético). Sendo usadas também para remoção de materiais com alto valor agregado pela saída do concentrado e reuso da água pela saída do permeado.

 

A sua utilização nas indústrias de carnes bovina, suína, ovina e de frango, laticínios, sucos, bebidas, açúcar e álcool, papel e celulose, agronegócio, além de estação de tratamento de água (ETA) e estação de tratamento de esgoto (ETE), o que segundo especialista Rogerio Jardini “tem se mostrado a nova solução tecnológica para o mercado do agronegócio, onde a demanda por água e de excelente qualidade é de suma importância para a qualidade dos produtos produzidos, pelos processos biotecnológicos de produção de moléculas, como princípio ativo para a elaboração de produtos biofarmacêuticos e cosméticos, como também aditivos nas rações animais”, conclui.

 

A Abrafiltros realiza o Fórum de Debates sobre filtração, mensalmente. O próximo tema “Filtros industriais e suas aplicações: tintas automotivas” será ministrado no dia 25 de outubro, das 9h às 10h, durante a reunião mensal da Abrafiltros, que, neste mês, excepcionalmente, acontecerá no Instituto Mauá de Tecnologia.

 

Para o presidente da Abrafiltros, João Moura, o Fórum de Debates é muito importante para os representantes das indústrias de filtros trocarem experiências e adquirirem novos conhecimentos, que poderão auxiliar não só no dia a dia do negócio, mas também na busca de novas soluções para o mercado.

 

Os interessados podem obter mais informações sobre conteúdos e como participar, pelo e-mail eventos@abrafiltros.org.br.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa

Comentários desta notícia

Publicidade