Publicidade
MEIO FILTRANTE - Abrafiltros assina Termo Aditivo com metas até 2021 para logística reversa de filtros do óleo lubrificante automotivo em São Paulo

Esta notícia já foi visualizada 167 vezes.

Abrafiltros assina Termo Aditivo com metas até 2021 para logística reversa de filtros do óleo lubrificante automotivo em São Paulo

Data:9/10/2018

Iniciativa pioneira atende Decisão de Diretoria da Cetesb,que estabeleceu a logística reversa obrigatória desde 1º de outubro para concessão e renovação de licenças de operação no Estado

Em evento realizado sexta-feira (05/10), no Gabinete da Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo, a Abrafiltros – Associação Brasileira das Empresas de Filtros e seus Sistemas – Automotivos e Industriais – se estabeleceu entre as primeiras entidades setoriais a assinar Termo Aditivo que adequa o Termo de Compromisso em vigor, às metas e condições estipuladas pela Decisão de Diretoria Cetesb 076/2018/C, publicada em abril e que determinou desde 1º de outubro a comprovação da logística reversa como requisito obrigatório no Estado para a concessão e renovação de licenças de operação no âmbito do sistema ambiental. A Decisão de Diretoria também visa uniformizar os sistemas de logística reversa no Estado, com a definição de metas até 2021 para todos os setores e empresas alvos da logística reversa. 

Participaram do evento Eduardo Trani, secretário de Meio Ambiente; Carlos Roberto dos Santos, diretor-presidente da Cetesb; Ana Cristina Pasini, diretora de Avaliação de Impacto Ambiental da Cetesb; Flávio Ribeiro, diretor do Departamento de Políticas Públicas de Resíduos Sólidos e Eficiência dos Recursos Naturais da Cetesb; João Luiz Potenza, gerente do Departamento de Políticas Públicas de Resíduos Sólidos e Eficiência dos Recursos Naturais, também da Cetesb. A Abrafiltros foi representada por João Moura, presidente; Marco Antônio Simon, gestor de Projetos; e Adriano Bonazio, gerente de Comunicação & Marketing. 

“A Abrafiltros sempre esteve entre as primeiras a se adequar às determinações da logística reversa desde 2012, sendo de grande importância a união das empresas do setor e o diálogo estabelecido com os órgãos ambientais”, declarou João Moura. “Mesmo em meio às dificuldades logísticas e econômicas, temos superado desafios para avançar gradativamente. Hoje o programa Descarte Consciente Abrafiltros é reconhecido pela excelência nos resultados, que garantem aos associados e aos futuros participantes, a certeza e a segurança no cumprimento das legislações ambientais”. 

Conforme o Termo Aditivo, em 2019, deverão ser alvo da logística reversa 22% dos filtros do óleo lubrificante automotivo comercializados pelas empresas associadas participantes do programa em 107 municípios; em 2020, 24% em 123 municípios; e, em 2021, 26% em 139 municípios. 

“As metas representam aumento de 60% no número de municípios e 30% em volume de reciclagem até 2021 em relação a 2018”, explica Marco Antônio Simon. “O resultado no período irá representar mais de 7,5 milhões de filtros reciclados pelo programa no Estado”. Em 2018, deverão ser coletados mais de 2 milhões de filtros, em 87 municípios. Em 2021, serão mais de 2,6 milhões no ano, em 139 municípios. 

Participam do programa as seguintes empresas associadas: Cummins Filtration do Brasil; Donaldson do Brasil Equipamentos Industriais Ltda.; Ford Motor Company Brasil Ltda.; General Motors do Brasil Ltda.; Hengst Indústria de Filtros Ltda.; Magneti Marelli Cofap Fabricadora de Peças Ltda.; Mahle Metal Leve S.A.; Mann+Hummel do Brasil Ltda./Filtros Wix; Parker Hannifin Indústria e Comércio Ltda. – Divisão Filtros; Poli Filtro Indústria e Comércio de Peças para Autos Ltda.; Rheinmetall Automotive – Motorservice Brazil; Robert Bosch Ltda.; Scania Latin America Ltda; Sofape Fabricante de Filtros Ltda./Tecfil; Sogefi Filtration do Brasil Ltda./Filtros Fram; e Wega Motors Ltda. 

“Procuramos sempre alertar o setor para o cumprimento da legislação, sendo que especialmente fabricantes, importadores e todos os detentores de marca própria devem comprovar as metas estipuladas pela Cetesb”, explica Simon. “A adesão ao programa é uma iniciativa vantajosa por proporcionar redução de investimentos e de pessoal, uma vez que o programa é gerenciado pela Abrafiltros. Estamos sempre receptivos à adesão de novas empresas, o que nos possibilita ampliar os recursos e resultados, dentro do princípio de interesse de grupo”.  

Iniciado em 2012 no Estado de São Paulo e implantado posteriormente no Paraná e Espírito Santo – Estados que até o momento regulamentaram a logística reversa para o setor - o programa Descarte Consciente Abrafiltros irá ultrapassar, em outubro, a marca de 12 milhões de filtros reciclados. O programa também está em fase de aprovação governamental para implantação no Mato Grosso do Sul, com previsão de início em 2019. 

Informações sobre o programa e contatos para adesão no site: www.abrafiltros.org.br/descarteconsciente.  


Fonte: Abrafiltros

Comentários desta notícia

Publicidade